Mercado – Riqueza – Informação – Conhecimento

Conceitos

Mercado – O que significa mercado num sentido comum a todas as pessoas? O mercado é delimitação do espaço social determinada pela oferta de bens e serviços. [RO1]  Mercado é o espaço definido por Oferta e Procura de quaisquer bens ou serviços disponibilizados para troca? Oferta e Procura, esta expressão é sinônimo de Mercado em termos de Economia? Acredito que sim. Onde houver Procura e Oferta de qualquer bem ou de qualquer serviço há, do ponto de vista econômico, aquilo que pode ser chamado de Mercado. Entendendo o conceito principal ou primitivo, os conceitos derivados serão mais compreensíveis e sempre mais delimitados. Mercado de Capitais, Mercado Imobiliário, Mercado de Trabalho, Mercado de Peixes, etc. Todos os derivados agregados ao conceito principal de Mercado indicarão, no caso, um determinado tipo de bem ou serviço disponibilizado para troca. Da mesma forma, podemos agregar ao termo ‘mercado’ valores que indiquem disponibilidades de bens e serviços, tais como: Mercado Ideal, Mercado Real, Mercado Possível. No Mercado Ideal teríamos o equilíbrio entre a Oferta e Procura. No Mercado Real teríamos a efetiva oferta e a efetiva procura dos bens e serviços. No Mercado Possível teríamos o exercício da criatividade humana em estabelecer fontes alternativas de bens e criação de novos hábitos de consumo gerando novos mercados.

Riqueza – Riqueza significa tão somente disponibilidade. Ter disponibilidade de bens, de capitais, de saúde, de significados, representa ‘ser rico’. Quanto mais conseguirmos perceber o significado das palavras em sua origem mais primitiva, aquela marcada no Consciente Coletivo[RO2] , tanto mais chances teremos de referenciar termo para com as demais pessoas. A coletividade transmite um senso comum sobre valores. A cultura privilegia, temporalmente, alguns valores sobre outros e os mantém mediante coerção ou cooptação. São as pessoas que se dedicam ao Conhecimento que atuam na coletividade para transformar valores ideais em valores reais. A associação de riqueza com ‘posse’ ou ‘propriedade privada’ não é adequada para o estudo da economia ou para proposição de desenvolvimento social. Ter a posse não significa ter disponibilidade ou riqueza.

Conhecimento – O “saber fazer”. Nada mais. Ao acúmulo de ‘saber’ ou de informações dá-se o nome de Biblioteca ou de Banco de Dados. O Conhecimento deve ser lido e entendido com base na composição: percepção e ação. Prefiro o termo Conhecimento ao termo sabedoria para indicar o caminhar da humanidade na execução/condução de realização de obras individuais e coletivas. Um homem ou uma mulher de Tem Conhecimento aquele ou aquela que faz. Faz e acerta a receita sem precisar olhar. Executa a tarefa por conhecer e não por ler um manual. Neste caso, se há a necessidade de um manual temos a técnica. A técnica é a adequação do Conhecimento para todos ainda que não saibam a razão e origem do procedimento adotado. É óbvio que a cada significado que tentarmos expor aqui outros podem ser levantados, entretanto, esta e outras definições aqui têm apenas um caráter didático e orientador para as apresentações que se deseja fazer para o tema proposto. O Conhecimento é a materialização de um esforço/trabalho intelectual que envolve observação e a construção de um caminho para executar a materialidade dos sonhos e da criação. Equivale à Tecnologia.

Informação – Temperatura de 100º. Isto é uma informação. Para que ela serve? Onde? Para quem? Os significados da linguagem devem atender a simplicidade dos símbolos/ideias. Na Sociedade da “Era da Informação” o que mais acontece é estarmos desinformados a respeito de quase tudo. Sabemos de acontecimentos depois de que eles se encerram. Sabemos os danos provocados na sociedade por métodos e regras ditadas por ‘cientistas’ depois que suas ideias são derrubadas pelas realidades. Inventamos palavras pomposas para significar ‘penduricalhos’ para valorizar diplomas e especialidades sem que nos envolvamos profundamente nas relações sociais, políticas e econômicas que atribulam a humanidade. Enfim, informação é apenas um dado para que possamos relacioná-lo às necessidades humanas em busca de respostas.


 [RO1]Como declara Sérgio Sérvulo da Cunha em estudos sobre MOEDAS ALTERNATIVAS*

 [RO2]Consciente Coletivo é um termo ao qual já me referencio a anos baseados nas leituras de Jiddu Krishnamurti. Jung, e a psicologia, sobre os ‘arquétipos’ para explicar os fenômenos dos agentes externos sobre a ‘pisquê’ falavam sobre o Inconsciente Coletivo. Não só por simetria, se há na coletividade sentimentos despertos de forma inconsciente, da forma consciente a coletividade transmite, também, valores geração após geração.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s