Fluxo de Responsabilidades

A moeda é a representação de um valor e todas as coisas materiais e imateriais tem uma referência específica de unidade de troca.

A unidade de troca para este ensaio de uma modelagem social foi escolhida como BITBEM.

As responsabilidades sociais guardarão as mesmas relações que hoje temos no senso comum. Cada um é resposável pelas suas declarações e atos.

Os Gerstores Públicos terão responsabilidades sociais por suas ações e omissões de acordo com as regras sociais existentes ou que vierem a ser definidas numa repactuação social.

Ninguém precisará ser perguntado se é para informar ou não se quer ou não quer registrar a sua transação seja ela qual for. As transferências em relação à moeda B$ (BITBEM) é direta de conta para conta. Quem paga e quem recebe e o valor do Tributo nas Transferências são computados de imediato em um sistema tipo Contas Correntes do Pagador e do Recebedor. Sem intermediários. Sem necessidade de uma fiscalização mais pontual do que a fiscalização digital.

Algumas pessoas confundem privacidade com identidade social.

Todos ao nascer são socialmente identificados não só no ambiente familiar com Nome e Sobrenome, mas também socialmente, com uma Certidão de Nascimento. A responsabilidade desta declaração é do pai, da mãe, de alguém da família que apresenta no Registro Civil a DNV – Declaração de Nascidos Vivos ou a DO – Declaração de Óbito para que se inicie ou se extingam as responsabilidades decorrentes destes FATOS JURÍDICOS assim como durante a Vida podemos registrar os ATOS JURÍDICOS que realizamos sejam eles, Casamentos, Divórcios, Alteração de Nome, Registro de Gênero, Constituição de Empresas em cada tempo e local necessário para assumir e ou desassumir socialmente responsabilidades.

Nada muda. O que aparentemente poderá mudar é o FLUXO DE IRRESPONSABILIDADE que muitos denominam como “privacidade” não declarar valores havidos socialmente em razõa de fraudes, roubos ou atividades ilícitas.

A proposta de uma ECONOMIA PARTICIPATIVA não é uma gestão na privacidade de cada um.

A proposta da ECONOMIA PARTICIPATIVA é que todos assumam a responsabilidade social e cada qual a sua responsabilidade privada naquilo que pretendem desenvolver em busca de suas conquistas.

O NIB – Número Identitário Brasileiro é o identificador social de seus direitos e obrigações. Não tem a pretensão de ser um Documento Identitário e tampouco criar regras par qualquer tipo de associação. É um identificador que torna você uma pessoa inconfundível no conjunto social. É como você, declarando existir, o ESTADO/SOCIEDADE saiba disso e o reconheça verdadeiro e em razão disso, titular de direitos e obrigações inalienáveis que não, somente o seu nome.

Todos ganham numa sociedade justa, participativa e representando cada um no conjunto social.

Para que possamos transformar esta Sociedade voltada não ao acúmulo de CAPITAL e sim em uma opção de Vida comunitária teremos, certamente, que aprendermos mais sobre a responsabilidade pessoal, social e a distinção sobre o que é público e o que é privado seja em relação à família e/ou ao ESTADO.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s